quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

os homens-alicerce

Primeiro plano: um pau-de-arara com esquálidos nordestinos que nunca haviam visto concreto, aço, nem máquinas de construção civil. Trabalhadores desqualificados erigiram o sonho do faraó Juscelino Himhotep de Oliveira. Ao fundo, o esqueleto do Congresso Nacional, erguido sobre outros esqueletos. Desde sua construção o Congresso Nacional é um grande agá.




QUANDO CHEGARAM AQUI ELES TAMBÉM TINHAM DESERTOS DENTRO DE SI

VINHAM DE LUGARES DE FOME

EMPOLEIRADOS EM PAUS-DE-ARARA EMPOEIRADOS




RAIMUNDOS, NONATOS, FRANCISCOS, EUSTÁQUIOS...


NÃO TINHAM QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

NEM NUNCA FREQUENTARAM UM CANTEIRO DE OBRAS, AFINAL.

MUITOS NUNCA HAVIAM VISTO UMA OBRA FEITA PELO HOMEM

(PELOS MENOS UMA QUE FOSSE DIGNA DESSE NOME)



COMO EM UM MILAGRE,

DE UMA HORA PRA OUTRA,

CRIARAM UM LINDA IMAGEM

EDIFICARAM PALÁCIOS COM COLUNAS E VITRAIS

ERGUERAM MUSEUS, MINISTÉRIOS E CATEDRAIS

CONSTRUÍRAM PONTES, PONTOS, VIADUTOS, USINAS

PARIRAM LAGO, GERARAM VIAS, ENGENDRARAM VIGAS



PORÉM, HÁ UMA HISTÓRIA CONTADA QUE AINDA ECOA NOS MEUS OUVIDOS,

E SILENCIADA NESSE MAJESTOSO ESPAÇO ENTRE O CONCRETO LINEAR E O GALHO RETORCIDO

A HISTÓRIA DOS HOMENS-ALICERCE



OS HOMENS-ALICERCE VIERAM DA MESMA REGIÃO DOS CHAMADOS PIONEIROS

CHEGARAM JUNTOS, NÃO CHEGARAM PRIMEIRO

COMERAM A MESMA MARMITA, DORMIRAM NA MESMA DORMIDA

E TAMBÉM AJUDARAM A EDIFICAR, MAS TIVERAM UM FINAL NADA EDIFICANTE



BRASÍLIA FOI FEITA A TOQUE-DE-CAIXA

O RITMO FRENÉTICO, DIUTURNO, NA VELOCIDADE DAS EDIFICAÇÕES PIRAMIDAIS

PRODUZIRAM RAPIDAMENTE UM GRANDE CONTINGENTE DE VITMAS FATAIS



BRASÍLIA, A JACTANTE E MAJESTOSA CAPITAL

FOI A NOSSA EPOPÉIA E O NOSSO PIONEIRICÍDIO FEDERAL


MUITOS MORRERAM CAINDO DE ANDAIMES, PENDURADOS EM CAIBROS

ESCORREGANDO DE ESCADAS, SOTERRADOS EM AVALANCHES DE SAIBRO

TRITURADOS EM MÁQUINAS, ARRASTADOS POR ESCAVADEIRAS, EXPLODIDOS EM PEDREIRAS...

ALVEJADOS POR TIROS!


(OLHA, DEIXA EU TE DIZER UMA COISA,

PODE TER UM CANDANGO NUMA PILASTRA DO SEU PRÉDIO!)


ELES MORRIAM AOS MONTES,

VOCÊ SABE ONDE FICA O MEMORIAL EM HOMENAGEM AOS QUE MORRERAM

PARA VER O SONHO DO FARAÓ REALIZADO?

SABE ONDE OS CORPOS FORAM SEPULTADOS?

ELES VIRARAM MASSA, REJUNTE, BRITA, CASCALHO...

NO ACAMPAMENTO PACHECO FERNANDES,

(NA VILA PLANALTO)

DEZENAS DELES FORAM FUZILADOS PELO EXÉRCITO INFAME

(NO CANTEIRO DE OBRAS, NA BEIRA DO ASFALTO)

O LAGO FOI INUNDADO `AS PRESSAS, SEM ESPERA

AFOGANDO AS HUMILDES MORADAS DOS PIONEIROS

QUE ENCONTRAVAM ABRIGO NA SUA CRATERA


QUEM VAI CONTAR A HISTÓRIA DESSES HOMENS, MEU DEUS!


OS HOMENS-ALICERCE

NÃO FAZEM PARTE DA MEMÓRIA DA CIDADE,

EMBORA INSISTAM EM RESSUSCITAR E CONTAR A SUA VERDADE.




Lelê Teles, Brasília.

Um comentário:

Osmar disse...

Lelê, meu saudoso Pai foi um homem alicerce, e desde a primeira vez que lí seu exelente texto, ainda no blog do amarildo, me senti homenageado na figura de meu pai.Como é tudo muito bem lembrado por você, num comovente e poético relato. Parabéns pela singela, mas providencial homenagem,por aqueles que construíram Brasília e morreram por ela, mas que também por ela foram esquecidos.